sábado, 10 de outubro de 2015

Para o fim-de- semana


Cai a chuva, ploc, ploc
corre a chuva ploc, ploc
como um cavalo a galope.

Enche a rua, plás, plás
esconde a lua, plás, plás
e leva as folhas atrás.

Risca os vidros, truz, truz
molha os gatos, truz, truz
e até apaga a luz.

Parte as flores, plim, plim
maça a gente plim, plim
parece não ter mais fim.



Luísa Ducla SoaresA Gata Tareca e Outros Poemas Levados da Breca, Teorema

Canção da Chuva
Bate a chuva, tic...tic...
Nas vidraças da janela.


Canta a chuva, tic...tic...
Que linda canção aquela! 
Tic...tic...tic...tic...
Que linda canção aquela
De meninas ao despique:
- Qual  de nós será mais bela? 
Meninas a fazer meia
Com as nuvens de novelo,
Nenhuma delas é feia!
 Tic...tic...tic...tic...
Tenho um medo que me pelo,
Que alguma delas me pique.

António de Sousa, in Boletim Cultural

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradecemos os vossos comentários.